domingo, 20 de agosto de 2017

Você se contentar com pouco significa que é uma pessoa madura ou fracassada? - Luiz Felipe Pondé

Como vai o final de semana, guerreiros do milhão?

O meu vem sendo de muito estudo, tanto para concursos públicos quanto para o trabalho novo.

Mas eu não quero falar sobre isso nesse post. O que eu quero é compartilhar com vocês um vídeo do filósofo Luiz Felipe Pondé.

Tem tudo a ver com frugalidade, felicidade e independência financeira, assuntos que são recorrentes na finansfera!


E você, se contenta com pouco?

O que é pouco? O que é pouco pra mim, pode não ser pouco para você e vice-versa.

Eu acredito (PURO ACHISMO) que há algumas décadas atrás, todos, tirando os super-ricos, se contentavam com "pouco". 

O desenvolvimento do marketing e da publicidade e o crescimento financeiro do Brasil, nos fez querer ainda mais.

Por um lado pode ser bom, pois nos fez ser mais ambiciosos, por outro lado foi ruim porque nos fez sermos mais ambiciosos... 

Não sei onde ouvi isso, deve ter sido na faculdade, que muito antigamente (acho que até o começo do século passado) não havia esse objetivo de ser buscar a felicidade e a realização profissional e emocional como ideais de vida. Tanto é que as pessoas não tiravam fotos sorrindo, mas sempre sérias, carrancudas.

Como diz aquela página do decreto de sexta no Facebook, o objetivo era "Concentre-se em não morrer. Cumpra-se!".

Tenho repensado alguns hábito meus. Eu já não era um cara de gastar e agora creio que vou gastar menos ainda. Corte muita coisa depois de ficar desempregado. 

Netflix e Spotify agora fico na aba do meu pai e irmão, custo zero. TV a cabo demorei muito, mas cancelei. Não sinto mais falta. Vendi muita coisa que não usava mais no Mercado Livre. 

Sair final de semana? Só se for aniversário de alguém ou se for pra ir na casa de um amigo gastando pouco. Fora isso, prefiro ficar em casa vendo série e filmes ou lendo.

O único "vício" que me permito ter são o de comprar quadrinhos e livros, mas perto de algumas pessoas que eu conheço, não passo nem perto de ser viciado. Me controlo bem, embora para quem não tenha o hábito da leitura possa parecer muito.

Se eu fosse resumir esse vídeo do Pondé em uma frase seria:

Não seja escravo dos seus próprios desejos.



12 comentários:

  1. Caro nerd,
    Também compartilho da opinião que as mídias e o marketing são os princiáis responsáveis por estimular o consumismo e a eterna busca por "subir na vida".
    Se você é classe média não está bom, o certo é ser bem-sucedido e ficar rico, é a mensagem que se passa o tempo todo, o que não concordo.
    Neste sentido, a IF passa a ser a independência dessa matrix, poder viver sem ter que seguir 100% das regras que a sociedade nos impõe.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Creio eu que estou ficando "vacinado" contra isso.

      Excluir
  2. Belo Post Nerd,
    realmente, acho que as redes sociais colaboraram e muito para as pessoas viverem vidas superficiais. Muita gente gastando o que tem e o que não tem só para poder paracer bem sucedido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Joselito! rsss
      Ainda bem que no meu círculo de amizades tenho pouquíssimas pessoas assim. De amigos próximos mesmo, nenhum é assim, ainda bem.

      Excluir
  3. Fala MIN,

    Isso é um grande tópico aqui na finansfera, só olhar as metas de IF de cada pessoa, cada pessoa possui uma meta de IF. Tem gente que alcança a IF ganhando 3k por mês, enquanto outras querem 10k, etc.

    Eu vou ser sincero e digo que sou ganancioso, tento me controlar mas penso bastante em dinheiro e ter uma boa quantia, e estou trabalhando, estudando para isso.

    Abraços do BnA

    ResponderExcluir
  4. Justamente Nerd,
    Já questionei meu familiares sobre a transformação das gerações e se no passado havia esse sentimento de buscar o sucesso. Como estes provieram da zona rural, trabalhando e cultivando para subsistência, obviamente a resposta foi negativa.
    Sempre falam que a vida era mais simples e alegre, mas todos temos essa nostalgia de pensar que no passado as coisas eram melhores, naturalmente, rs..
    Vlw!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, essa nostalgia aí pode ser falsa. Nós tendemos a lembrar apenas o que era bom e esquecer o ruim.

      To cada vez mais convencido de que levar uma vida simples (não no sinônimo de vida pobre) é o melhor caminho. Não ser escravo dos nossos próprios desejos, nos questionarmos constantemente: "Eu preciso disso? Por que eu quero tal coisa?"

      Excluir
  5. Fala Nerd,

    Estou sempre lendo seus posts, muito bons.

    Não comentei nos anteriores por falta de tempo, mas, parabéns pelo emprego novo e busque o que achar melhor.

    Emprego é igual namorada, quando estamos solteiros, não pegamos nem gripe. Ta namorando apareceu até a Bruna Marquezine kkk.

    Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porra mano, a Bruna ainda não veio me dar mole não, rsss!

      Agradeço a sua presença no meu humilde blog!

      Abraço

      Excluir
  6. Senhores, primeiramente peço desculpas por utilizar esse canal para explicar que tive imprevistos quanto ao blog, haja vista que este foi suspenso temporariamente em decorrência de comentários ofensivos de anônimos que estão buscando desativar nosso reduto.

    Segundo, agradeço a colaboração e a presença de todos vocês e solicito encarecidamente que divulguem essa notícia.

    Estou buscando solucionar esse imprevisto. Desculpe o transtorno.

    ResponderExcluir